Terapia fotográfica

Clínica do fazer

Misto de vivência com clínica, a “clínica do fazer” acontece no ato, no desenrolar das descobertas e das maneiras de se relacionar com o fazer  imagético. Tendo o desejo de fotografar ou a atual produção fotográfica do participante como ponto de partida e seguindo a ética da escuta psicanalítica, os encontros assumem formas variadas.  Podem ser individuais ou em pequenos grupos. Podem ora acontecer como saídas fotográficas (e tudo que envolve esse processo), ora como discussões do trabalho, ora em conversas ampliadas.

A clínica do fazer é também um lugar de encontro com a cidade, com o que se decide fotografar ou com outras pessoas do grupo. Lugar de convívio, presença e trocas na semelhança e na diferença.

estatua da construção central da vila Itororó - SP- Foto: Dani Sandrini